Cotidiano

Manual visa sensibilizar jornalistas e estudantes sobre a abordagem dos direitos humanos de crianças e adolescentes na mídia

Com o objetivo de gerar um novo olhar sobre como fazer comunicação e sensibilizar jornalistas e estudantes de Comunicação Social quanto à responsabilidade da mídia na promoção dos direitos humanos de crianças e adolescentes, o Instituto Terre des hommes Brasil elaborou o “Manual Comunicação e Direitos Humanos: Infância e Juventude em Pauta”, que será lançado na ocasião do “Seminário Mídia e Direitos Humanos para a Infância e Juventude: um olhar para a cultura de paz”, marcado para acontecer no dia 13 de fevereiro, às 9h, na Biblioteca da Universidade de Fortaleza (Unifor).

A publicação foi criada com o intuito de trazer uma reflexão acerca da abordagem jornalística feita pelos veículos de comunicação locais e nacionais sobre várias temáticas, trazendo um olhar mais humanizado e orientações sobre como proceder visando um desenvolvimento mais ético e responsável de pautas ligadas à infância e juventude, levando em consideração o respeito aos direitos humanos do público infantojuvenil. “O manual vem para aprimorar a forma de fazer comunicação quando se fala da temática da infância e juventude, levando o gerador de conteúdo ou o produtor de qualquer peça de comunicação a pensar de forma mais humanizada e ética, respeitando os princípios dos direitos humanos”, afirmou o jornalista e assessor de comunicação do Instituto Tdh Brasil, Jair Melo.

O manual traz como assuntos a fundamentação que baseia a existência dos direitos humanos e fundamentais e os direitos da criança e do adolescente sob o ponto de vista legal e a temática da infância e juventude na mídia. O leitor ou internauta que tiver acesso ao manual receberá dicas sobre a produção e sugestões de pauta sobre trabalho infantil, violência sexual, educação sexual e questões de gênero, crianças e adolescentes em situação de rua, adolescentes em conflito com a lei, racismo, saúde mental e adoção e ainda terá dicas de como construir e valorizar pautas positivas voltadas para a infância e juventude. A publicação é fonte de pesquisa e de formação tanto para estudantes de Comunicação Social quanto para repórteres, editores e assessores de comunicação.

O planejamento visual do manual foi realizado pela Mandalla Comunicação. Projeto gráfico, diagramação e ilustrações da publicação foram feitos pela agência, que já possui como clientes diversas instituições que pautam os direitos humanos. “Trabalhamos as temáticas a partir do conceito do Tsuru, um tipo de origami em formato de pássaro considerado um dos mais tradicionais da cultura japonesa. Usamos essa referência em formato de dobradura de jornal, pois entendemos que assim como o origami precisa de cuidado para ser feito, a notícia também precisa ao ser produzida”, explica a diretora de criação e conteúdo da agência, Sâmila Braga. A pintura digital foi usada para compor personagens de crianças, adolescentes e jornalistas e outros elementos, que também foram desenvolvidos com empatia e sensibilidade.

No dia do lançamento, a publicação será distribuída gratuitamente para os participantes do seminário. Posteriormente, o internauta poderá conferir o manual via online, ao acessar o site www.tdhbrasil.org.

Serviço
Seminário Mídia e Direitos Humanos para a Infância e Juventude

Local: Auditório da Biblioteca da Universidade de Fortaleza (Unifor)
Data: 
13/02 | Horário: 9h

Evento gratuito. Inscrições no link: bit.ly/2sLZtqo