Brasília - Combustíveis têm primeira variação de preço em 2018 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Cotidiano

Dias quentes podem prejudicar o consumidor na hora do abastecimento, explica Sindipostos

Apesar do clima de verão durante todo o ano, nos meses de novembro e dezembro, o Ceará costuma ter ondas de calor mais fortes, que anunciam a chegada do verão. Com isso, mesmo os carros acostumados a um tempo mais quente podem sofrer consequências, especialmente em relação ao abastecimento e rendimento do combustível.

Segundo o assessor de Economia do Sindipostos, Antônio José Costa, dias de muito calor podem prejudicar o consumidor, pois o álcool e a gasolina acabam evaporando com mais facilidade, principalmente na hora em que o combustível está sendo transportado da bomba para o veículo.

“Isso acontece porque, nesses dias, há maior índice de dilatação dos combustíveis, e quando os combustíveis estão mais ‘frios’, eles ficam mais densos e se dilatam menos. Dessa maneira, estacionar o carro na sombra, por exemplo, pode fazer a diferença e evitar que o combustível evapore mais rápido”, explica Antônio.

Outros hábitos simples do dia a dia podem ajudar a economizar. Abastecer no início da manhã ou à noite, horários em que geralmente a temperatura está mais amena, também pode ajudar a evitar a maior dilatação dos combustíveis – além de contribuir para que o motor do carro não perca potência. “Pela manhã, ainda há a questão de que geralmente o carro ficou parado durante toda a noite, o que auxilia na perda de calor”, completa o assessor de Economia.