Tecnologia

TIM registra aumento de 26% de lucro no segundo trimestre de 2019

A inovação característica da TIM foi mais uma vez determinante para a entrega de indicadores financeiros e operacionais sólidos. O lucro líquido normalizado do 2° trimestre de 2019 foi de R$ 423 milhões, que representa um crescimento de 26% no ano. O EBITDA normalizado segue em expansão pelo 12º trimestre consecutivo, totalizando R$ 1.616 milhões, uma alta de 6,2% no período. Já a margem EBITDA normalizada chegou a 37,9%, um aumento de 1,4 p.p. na comparação com igual período de 2018.

Nos últimos três meses, a receita de serviços (móvel e fixo) foi o destaque do período, totalizando R$ 4.063 milhões, um crescimento de 2,4%, estimulado pela expansão da TIM Live, que superou meio milhão de clientes, e pelo crescimento de 11,8% de acessos pós-pagos. A receita líquida total fechou em R$ 4.263 milhões, alta de 2,4% ano a ano, impulsionada por todas as frentes de negócio. De acordo com o CEO da TIM Brasil, Pietro Labriola, “os resultados do segundo trimestre refletem o acerto no posicionamento estratégico da TIM. Resgatamos o nosso DNA inovador com ações como o lançamento do TIM Black Família, plano que entrega ao cliente um verdadeiro hub de entretenimento. Seguiremos focados na eficiência e na racionalidade das ofertas. Nosso objetivo é entregar para o cliente soluções sempre inovadoras e que, ao mesmo tempo, impulsionem o desenvolvimento tecnológico do país”.

Uma amostra desta receita liquida foi a TIM Live, que ultrapassou o marco de 500 mil clientes, o que representa um crescimento anual de 19,7% na base. A receita teve alta de 30,6% comparada a igual período de 2018. A expansão da fibra colabora com esses resultados: a tecnologia FTTH (Fiber To The Home) chega a cinco novas cidades no trimestre e a banda larga residencial por meio da rede móvel (WTTx), que fechou o período em 166 localidades.

Por outro lado, o pós-pago teve adição líquida de 2,2 milhões de linhas nos últimos doze meses, alcançando 21,3 milhões de acessos. O ARPU de serviços móveis (segmentos pré, pós e controle) alcançou R$ 23,2, um aumento de 5,8%. O TIM Black Família, lançado em junho, é a principal oferta da empresa para o pós-pago. O plano é o primeiro do Brasil com assinatura Netflix inclusa, além de música, revistas, pacote de roaming internacional, redes sociais e WhatsApp ilimitados e internet para dividir com a família.

Nesse sentido, os canais digitais seguem evoluindo na TIM e entregando uma melhor experiência para o cliente. No trimestre, houve aumento de 33% de usuários únicos do MEU TIM, crescimento de 41% nas vendas de pós-pago e controle pelo site e alta de 66% na adesão da conta online. A novidade é a recarga via WhatsApp: a TIM é a primeira operadora a oferecer essa funcionalidade aos clientes do pré-pago.

A rede 4G da TIM chegou a 3.321 cidades no trimestre, o que representa 93% da população urbana e confirma a liderança da companhia na cobertura de quarta geração. Os usuários dessa tecnologia já somam 36,3 milhões, uma expansão de 16% ano a ano. A frequência 700 MHz está habilitada em 1.548 cidades no Brasil. Já no 5G, a TIM foi a primeira a realizar experiência de uso sobre uma rede real de quinta geração no país. Na fundação CERTI, em Florianópolis (SC), a TIM ativou uma torre com a tecnologia para desenvolver aplicações focadas em cidades inteligentes ou de gestão inteligente de serviços públicos. Outros dois projetos-pilotos serão realizados pela companhia em Santa Rita do Sapucaí (MG) e Campina Grande (PB).