Cotidiano

Sindipostos esclarece mitos e verdades sobre abastecimento

Há muitas informações acerca de abastecimento e combustíveis que circulam de maneira informal sobre o que o consumidor deve ou não considerar na hora de abastecer o seu veículo. Nem todas, no entanto, correspondem à realidade. Por isso, o Sindipostos Ceará reuniu alguns mitos e verdades sobre abastecimento para auxiliar o cliente a tornar o dia a dia mais prático e seguro. Confira:

  1. Usar apenas um combustível prejudica o funcionamento de um carro flex

Mito. O carro com sistema flex tanto pode ser abastecido apenas com um combustível em toda a sua vida útil, sem nenhum tipo de dano ou vício ao veículo, inclusive com álcool. “Por ser uma evolução do carro a álcool, o carro flex consegue ser abastecido apenas com esse tipo também”, explica o vice-presidente do Sindipostos, Paulo Sérgio Pereira.

  1. É extremamente arriscado não abastecer logo quando o tanque está na reserva

Verdade. Caso contrário, o rendimento pode diminuir e o combustível restante, evaporar, visto que a temperatura do carro tende a aumentar. Desse modo, é sempre interessante manter o tanque com uma quantia razoável de combustível.

  1. Postos de combustíveis são obrigados a fazer testes de qualidade nos combustíveis

Verdade. Segundo a ANP, todos os postos do país devem manter kits para realizar testes de qualidade sempre que estes forem solicitados pelo consumidor. O teste, que é gratuito, verifica se a quantidade de substâncias (a exemplo do etanol) está na porcentagem correta no combustível.

“Todos os testes devem ser feitos com combustível retirado na bomba, no entanto, e não no carro do cliente, pois lá o combustível pode se misturar a resquícios do antigo e alterar a confiabilidade do teste”, ressalta Paulo Sérgio.

  1. Não desligar celular nos postos de combustível pode causar explosões

Mito. Apesar de ter uma base científica que alerta para o perigo do contato da bateria do celular com os combustíveis, uma das histórias mais divulgadas sobre postos de combustíveis nasceu de uma notícia falsa. “De toda forma, é importante respeitar as sinalizações que proíbem o uso próximo às bombas, para segurança de todos os clientes e funcionários, em caso de alguma anormalidade no celular ou de combustível derramado”, explica o vice-presidente.