Cotidiano

Queda de cabelo na quarentena: Casa Linda Flor dá dicas de como melhorar a saúde dos fios

No atual momento de quarentena, o corpo pode passar por inúmeras mudanças físicas e psicológicas, sendo a queda de cabelo uma das principais alterações que podem ocorrer no momento de isolamento social. A Casa Linda Flor, espaço referência no mercado de beleza e autocuidado, dá dicas de como cuidar da saúde dos fios neste período.

Um dos principais fatores para que os fios comecem a cair em uma maior quantidade é o estresse. “Estar em isolamento social gera o estresse, que traz como consequência o aumento um hormônio chamado cortisol, que diminui os vasos sanguíneos, provocando também a redução dos nutrientes. Isso provoca a queda do cabelo”, explica a terapeuta capilar, Raquel Bessa.

Lavar os cabelos com menos frequência por estar em casa também pode influenciar na queda dos fios. “O ideal é realizar a lavagem do cabelo normalmente, com produtos adequados que tenham um controle de oleosidade. Não deixar o cabelo molhado, e se possível, fazer uma esfoliação uma vez por semana ou pelo menos de 15 em 15 dias. A Casa Linda Flor tem produtos fantásticos para esse tipo de tratamento”, comenta.

A terapeuta capilar também alerta para outros fatores que podem provocar o enfraquecimento dos fios. “A queda de cabelo é multifatorial. Mesmo realizando todos os cuidados, se a queda persistir, quando possível, entre em contato com profissionais especializados, pois pode existir uma carência nutricional, além de sintomas psicológicos”, alerta.

Para quem deseja comprar produtos para melhorar a saúde dos fios, a Casa Linda Flor disponibiliza o serviço de delivery de produtos. Além disso, o empreendimento realiza a venda de créditos, que podem ser usados até o fim do ano. “Nós temos um setor de terapia capilar, com diversos equipamentos que auxiliam na melhora da circulação e diminuição da queda, onde o cliente pode realizar uma avaliação gratuita. Depois que esse momento de pandemia passar, nós esperamos todos com muito amor e carinho, com a nossa receptividade que já é conhecida”, finaliza Raquel