Cultura

Oscar Arruda lança novo Single no Café Couture

Após dois anos de seu segundo álbum, Egomaquia, Oscar Arruda inicia novo período de experimentação e produção musical. Em “Perdidos Outra Vez”, que já está disponível nas plataformas digitais do artista, os encontros e desencontros do amor em um mundo em desencanto são a tônica da canção, simples e densa, com guitarras fortes e melancolias psicodélicas. Para marcar o lançamento do single, Oscar se apresenta nessa quinta-feira, dia 08/08, às 20h, no Café Couture, com a presença de Ivan Timbó, que também acaba de lançar um disco de inéditas.

Amor e melancolia

Quando lançou seu primeiro álbum, Revolução, Oscar abriu para si várias possibilidades musicais. Trata-se de um disco heterogêneo, permeado por diversas forças sonoras em debate, uma mistura que lida com muitos materiais e verdades, provando a versatilidade do cantor e compositor. Aqui, o amor se impôs, notadamente, como eixo temático, mas há também a busca por identidade, por um quinhão no mundo.

 Em seu segundo disco, o artista utilizou doses de existencialismo e metafísica para expressar um estado de constante busca, apresentando canções psicodélicas como símbolo de transformações pessoais e musicais. A batalha pessoal (ego, do latim “eu”, maquia do grego “luta”) se transforma em beleza e êxtase, traduzindo em música os sorrisos e esgares do homem contemporâneo. Letras filosóficas e linguagem musical pulverizada se somam para construir um som de areia, água e incertezas.

Já no single “Perdidos Outra Vez”, cujo pré-lançamento ocorreu em São Paulo, no dia 20/07, no show “Avonantes” que reuniu ainda nomes como Soledad, Paula Tesser, Vitoriano e Seu Conjunto e Igor Caracas na Associação Cultural Santa Cecília, Oscar parece fazer uma sobrevoo pelos dois álbuns, resgatando a essência das canções de amor e melancolia que tematizaram sua primeira revolução e as cores psicodélicas que ilustraram suas lutas existenciais em Egomaquia. O resultado é uma canção, simples e densa, com uma pulsação forte, melodias melancólicas e guitarras viscerais que se abrem e entrelaçam apontando para um universo de infinitas possibilidades e esperanças.

Desencontros em um mundo em desencanto, mundo tolo, onde não há mais o que dizer, e mesmo assim a canção insiste em dizer, pois é preciso viver, perder-se e descobrir-se perdido nos caminhos duvidosos e angustiosos que levam ao encontro desencontrado do outro, mais uma história de amor (?), talvez.

Gravado em Março de 2019 no Totem Estúdio, em Fortaleza, o single tem a produção musical de Yuri Kalil, que também assumiu a bateria e mixagem. Baixo elétrico e arranjo: Rian Batista. Música, letra, guitarras, vozes e sintetizadores: Oscar Arruda. Masterização: Felipe Tichauer.

Biografia musical

Guitarrista, cantor e compositor, Oscar se destacou inicialmente no cenário musical de Fortaleza na banda de rock instrumental Somfusão, com quem gravou e lançou um EP, em 2003, e fez vários shows entre 2000 e 2008. Antes disso, sua formação musical se fez em bandas de garagem nos anos 1980 e 1990, também em Fortaleza.

Seu projeto solo teve início em 2010, com o lançamento do EP Uni Verso. O disco, gravado com os integrantes da Somfusao, reuniu cinco canções de sua autoria e arranjos instrumentais com a pegada jazz-rock da banda. Destaca-se a faixa Canoa Veloz, composta para documentário homônimo de Tibico Brasil, que também assina o videoclipe.

Em 2012, veio o lançamento do primeiro álbum, Revolução. Em 10 faixas, o trabalho vem mais centrado no rock e no folk, somado a toques psicodélicos e timbragens retrôs. O álbum foi gravado ao lado de antigos parceiros, como o baterista Felipe Maia e o saxofonista Esteban Gondin, também contemporâneos da Somfusão, e o baixista Romualdo Filho. Este trabalho contou ainda com contribuições do instrumentista gaúcho Astronauta Pinguim e uma pincelada final do maestro Adelson Viana, ao piano na faixa Revolução.

O show de lançamento do álbum no Projeto Prata da Casa do Sesc Pompéia, em São Paulo (SP), foi um marco importante, alcançado após intenso trabalho de produção musical e circulação de shows em diversas cidades do Ceará e Nordeste Brasileiro. Segundo o músico, produtor e curador do Sesc Pompéia, Beto Villares: “Oscar Arruda chega para reforçar a presença (invasão da música cearense), trazendo misturas inusitadas de rock, folk e canção, alternando peso e suavidade, com aquela boa e velha sonoridade retrô, que tanto tem feito nossas cabeças modernas” (fonte: Folder Projeto Prata da Casa – Sesc Pompéia Ago 2013).

Em 2014, Oscar iniciou a produção de seu segundo álbum, desta vez com novos parceiros da banda de rock instrumental Astronauta Marinho: Guilherme Mendonça (Bateria), Caio Cartaxo (Baixo), Felipe Lima (Guitarra) e Daniel Lima (Sintetizador). Batizado de Egomaquia (Ego do Latim “Eu” e Maquia do Grego “Luta”), o novo álbum com oito faixas foi gravado entre 2015 e 2016 no Totém Estúdio, em Fortaleza. Yuri Kalil assina a gravação e mixagem e Fernando Tichauer a Masterização. O álbum foi lançado simultaneamente nos formatos digital, CD e Vinil. Antecipando a estreia do álbum, Oscar lançou os Singles “Vela Branca” (Maio/2015) e “Caravana” (Abril/2016).

Oscar recentemente lançou o espetáculo Bird on the wire – Canções de Leonard Cohen, no qual interpreta as canções do músico e poeta canadense. Como compositor, teve sua canção Quase Pronto, gravada por Paula Tesser com produção de Dustan Gallas, no álbum Valha. Como guitarrista, colaborou em gravações do rapper do Don L, além de participar como side man em vários projetos musicais em Fortaleza, co-produzindo, anualmente, o bloco de carnaval As Gata Pira, com a proposta de fazer um carnaval público no centro da cidade.

Para ouvir

https://oscarmusic.bandcamp.com/track/perdidos-outra-vez

https://oscarmusic.bandcamp.com/album/egomaquia

https://www.youtube.com/user/oscarmusic1000

https://open.spotify.com/artist/2GIw4NlTApprCB6I07E7Ee

https://www.facebook.com/oscarfacemusic/

Instragram: @oscarruda

Ivan Timbó

Ivan iniciou sua trajetória na música quando herdou a velha guitarra de seu Pai, se aprofundou nos estudos após ingressar no conservatório Alberto Nepomuceno, onde estudou piano popular e teoria musical. Em 2010, fundou o estúdio e selo musical SEPASSANDO rec, plataforma de experimentação e produção musical onde realiza trabalhos artísticos e comerciais. Sua musicalidade ambiental e imagética faz com que seja frequentemente convidado para desenvolver trilhas e produções musicais para espetáculos e produções audiovisuais.

https://ivantimbo.bandcamp.com/

 

SERVIÇO:

Shows – Lançamento do single Perdidos Outra Vez – Oscar Arruda

Dia: 08/08, com Ivan Timbó

Horário: 20h

Local: Café Couture – Rua dos Tabajaras, 554 – Centro

Couvert: R$ 15

Classificação: livre

Mais informações: (85) 3109-5390