Cultura

Igor Caracas volta a Fortaleza com o disco Cada Passo

Após o lançamento, em setembro, o cantor, compositor e multi-instrumentista Igor Caracas retorna a Fortaleza com o disco “Cada Passo”. O show acontecerá no Porto Dragão, no dia 12 de janeiro, a partir das 18 horas. Na composição da banda estarão Bruno Rafael (guitarra e teclado); Milton Ferreira (baixo); Guilherme Mendonça (bateria); Laya e Túlio Bias (percussões e vocais).

Igor Caracas, esse “cancioneiro-praieiro-urbano-nordestino”, expressa sua musicalidade de diversas formas e a autoria de seu trabalho atravessa suas atuações como compositor, percussionista, multi-instrumentista, produtor musical e educador. “Cada Passo” é o seu álbum de estreia, já disponível nas principais plataformas digitais, e mostra sua face interprete, além de fortalecer a sua veia de compositor

Co-produzido pelo artista com o guitarrista e baixista Gabriel ‘Bubu’ Mayall (Do Amor, Tulipa Ruiz, Ava Rocha, Los Hermanos), “Cada Passo” traz em seu repertório canções que Igor escreveu nos últimos dez anos, além de algumas parcerias. “Coloquei todas na mesa e escolhi as que tinham relação entre si e que formavam uma narrativa. Sempre entendi a vida como uma caminhada. E todas as músicas têm alguma relação com o indivíduo nesse caminho. Os encontros, sejam amorosos ou outro tipo de troca, e os reflexos disso tudo nesse “Um”. “Daí o nome do disco, Cada Passo”, conta o artista.

“Cada Passo” conta ainda com nomes que fazem a atual cena da música independente brasileira ser tão pulsante: Maria Beraldo (clarone em “O Um” e clarinete em “Quem Quer Que Seja”), de Ana Rossi (cantora argentina radicada em Barcelona no reggae romântico “Laceira), do Coro Profana (herança de seus tempos de USP, cantando, gritando e suspirando em “Avante Delírio, “Salvo Engano” e “O Um”) , de Tika e Kika (vocais em “Alheia”), entre outros grandes instrumentistas da cena independente brasileira como Felipe Nader (saxofone em “Azul-Dourada” e “Cada Passo”), Amilcar Rodrigues (trompete em “Cada Passo”), Túlio Bias e Thomas Harres (percussão em “Alheia, “Avante Delírio” e “Quem Quer Que Seja”, Saulo Duarte (violão na canção de desilusão amorosa à beira-mar em “Azul Dourada), Régis Damasceno (no baixo preciso e elegante em “Carrossel” e guitarra em “Cada Passo”). Ainda, um quarteto de cordas em “Carrossel” escrito pelo músico Ricardo Dias Gomes, parceiro de Bubu na banda

Do Amor, executado pelas musicistas Mathilde Fillat, Érica Navarro e Elisa Graciela.

“Apesar dos fones de ouvido e dos celulares com acesso a milhares de músicas, sinto que hoje se ouve muito, mas se escuta pouca música. Ouvir é chegar ao ouvido, escutar é ouvir com atenção, aberto o coração. Fiz, com os parceiros e as parceiras que a vida me deu, um disco cheio de detalhes. Sou detalhista. Minha maior vontade é que “Cada Passo” chegue a quem quiser escutar. E convide para perto quem quer ouvir”, diz Igor Caracas.

Sobre a Capa de ‘Cada Passo’

 Primeira ‘capa-animada’ do Brasil, Igor fez a concepção ao lado de Clara Capelo, que assina a fotografia e animação, e Artur Bombato, artista responsável pela pintura adicional. Themis Memoria criou o figurino das fotos de divulgação e do clipe de “Alheia”, primeiro single a ser divulgado. Uma equipe potente e totalmente cearense. “Ser de Fortaleza é ser do mar. Desde muito cedo encontro nas águas minha fonte de renovação e atualização do contrato de respeito para com a natureza. Entendendo sua beleza, força e atenção necessária para conviver com ela. Ando em Fortaleza sempre com o mar me norteando. Ser de Fortaleza é

ser de uma galera quente, criativa e potente. Aos poucos, ficamos mais conscientes disso”. Igor Caracas.

O projeto também inclui o álbum virtual, desenvolvido pelo designer cearense Darwin Marinho.

Sobre Igor Caracas

Como percussionista e baterista, já contribuiu ao vivo ou em estúdio com artistas e grupos como Lulina, Mãeana, Josyara, Laura Lavieri, Luedji Luna, Ilya, Oto Gris, Tika, Kika, Laya, Curumin, Luiza Lian, Soledad, Holger, Dona Onete, Felipe Cordeiro, Rômulo Fróes, Geomungo Factory (Coréia do Sul), Moreira Chonguiça (Moçambique), entre outros. Fez parte dos grupos Saulo Duarte e a Unidade; La Cumbia Negra, Breculê, Magnólia Orquestra, Mawu. Além de integrar os espetáculos infantis Catopleia e Planeta Oca.

Como produtor musical, produziu discos de Maria Ó (Dança Três, 2017); Daniel Medina (Evoé!, 2017); o próprio disco Cada Passo (2019, co-produzido por Gabriel Bubu) e está produzindo os vindouros discos dos cearenses Lorena Nunes (La Mar) e Bruno Rafael (Mar É Uma Coisa Aberta).

Na área acadêmica, Igor Caracas é formado em Música pela Universidade de São Paulo (USP), onde desenvolveu um trabalho sobre os “Caminhos Para o Ensino da Percussão Brasileira: os passos de Ari Colares, Caíto Marcondes, Guello, Maurício Badé e Mestre Dalua”. Fez residência artística em Barcelona com a Coetus Orquesta de Percusión Ibérica, ocasião em que aprimorou seus estudos sobre a percussão ibérica com o mestre Aleix Tobias Sabater, com ênfase na singularidade de sua orquestração de percussão. Atualmente, além de sua atuação artística, Igor Caracas é professor de percussão e bateria de renomadas escolas de música em São Paulo, a Teca Oficina de Música e a Escola Movimento. Também ministra oficinas para o público em geral, com destaque para seu recente trabalho chamado Percussão, Descoberta e Criação. Nesta oficina, os participantes chegam com objetos cotidianos de casa ou do trabalho e aprendem a extrair sonoridades deles. Desenvolvendo sua musicalidade e consciência corporal, aprendem a orquestrar as vozes envolvidas e compõem coletivamente uma música.

Serviço

Show disco Cada Passo

Data: 12/01/20

Hora: 18h

Local: Porto Dragão

Ingressos: Meia R$10 / Inteira R$20.