Nacional

Estudantes da OBMEP recebem bolsa do Instituto TIM

O  Instituto TIM apoia, desde 2015, a  Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), promovida pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). Nesta segunda-feira (8), acontecerá o evento de entrega das medalhas de ouro, que será realizado pela primeira vez em Salvador (BA), e reunirá 575 jovens “craques” nos números de todo o país.

Pelo quinto ano consecutivo, a Bolsa do Instituto TIM-OBMEP beneficia 50 medalhistas selecionados pelo IMPA, jovens talentos oriundos de famílias de baixa renda que irão contar com o apoio ao longo da graduação em faculdades públicas.

A OBMEP valoriza as escolas, os professores e reforça a importância do conhecimento matemático. A parceria de longa data do Instituto TIM com o IMPA permite a um grupo de medalhistas a continuidade dos estudos universitários para formar a nova geração de talentos brasileiros da matemática”, destaca  Mario Girasole, Presidente do Instituto TIM. A empresa disponibilizará ainda 100 smartphones para serem sorteados entre os estudantes medalhistas, após o evento.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) acredita que a participação da iniciativa privada é importante para fortalecer políticas públicas. Ações como a OBMEP é um dos exemplos para um ambiente propício a iniciativas como o apoio do Instituto TIM.

Para o Ministro Marcos Pontes, a educação matemática é fundamental para o desenvolvimento do país e para despertar nas novas gerações o interesse pelas áreas onde precisamos ter mais jovens escolhendo formação e carreira.

“Tecnologia e inovação estão diretamente ligadas à educação matemática, ao raciocínio lógico e em propor soluções para os desafios da humanidade. Toda a sociedade que quer evoluir precisa investir nas ciências exatas. Por isso, a OBMEP é tão importante ao incentivar o estudo da disciplina. O apoio privado, como do Instituto TIM aos medalhistas, também é muito relevante, porque permite que os jovens sigam sua formação, entendendo que o governo, mercado e sociedade investem em seus sonhos e projetos”, destaca o Ministro.

Com a turma de 2019, será alcançada a marca de 250 alunos beneficiados com bolsa de 1.200 por mês, pelos quatro anos de duração da faculdade. Em 2018, a primeira turma de bolsistas do Instituto TIM recebeu seus diplomas da graduação. Cleia Fabiane Winck é uma das formadas. Ela foi bolsista durante o curso de Matemática da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e revela que o apoio financeiro foi fundamental.  “Matemática é um curso muito difícil, com uma taxa de evasão bastante elevada. A bolsa me ajudou a me dedicar 100% à faculdade e, assim, poder concluir o curso no tempo certo. Também consegui ajudar a minha família”, conta a jovem que é da cidade de Planalto, a 130km de Cascavel, onde estudava. Atualmente, ela continua investindo em sua formação e faz mestrado na Universidade Estadual de Maringá.