Outra Maneira

Da arte de escrever como obrigação

Toda arte tem a parte obrigatória: Talhar, pintar, coser, escrever, interpretar…

Assim, tenho que escrever uma crônica por dia e muitas vezes não consigo e como não tenho ganhos sou falho.

Imagino então se ganhasse meu pão com essas crônicas não falharia e elas seriam entregues pontualmente à redação.

Assim, vou imaginar que ganho admiradores e leitores que esperam ansiosamente por minhas crônicas e não posso frustra-los.

Vou escrever religiosamente minhas crônicas diárias e só assim não vou ver aquele olhar do Paulinho, dizendo: – Eu sabia que você não ia fazer…

O tema de hoje é sobre um escritor relapso.